IconIconIconIconIconIcon

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Andy Serkis - queixou-se sobre como seu trabalho recente.


Durante a entrega de um prêmio no Whistler Film Festival,Andy Serkis queixou-se sobre como seu trabalho recente - a captura de performance - é tratado em Hollywood e pela mídia.
"Eu tenho muita sorte de estar participando de um momento em que a captura de performance está começando a ser usada corretamente", declarou sobre a técnica que transfere as expressões e a atuação do corpo do ator para modelos 3D na tela. "Ela está abrindo uma convergência totalmente nova no cinema e nos games e estou muito interessado em adaptá-la ao teatro, projetando avatares em telas enquanto os atores estão no palco", continuou.
"O problema é a forma como meu trabalho está sendo comentado. 'Andy Serkis emprestou sua voz a', 'ou emprestou seus movimentos' ou 'deu as emoções a'. São tantas maneiras de enrolar e descrever o que, de fato, é atuação. Mesmo em Tintim ainda estou creditado em vários lugares como dublador. Eu vivi aquele personagem",concluiu.
A reclamação visa alimentar o debate em torno da captura de movimentos e se a técnica é ou não é atuação convencional, digna de indicações a prêmios, mais especificamente o Oscar. A 20th Century Fox está buscando ativamente uma indicação a Serkis no Oscar 2012. O ator viveu, através de captura de movimentos, o chimpanzé César em Planeta dos Macacos - A Origem (Rise of the Planet of the Apes), o prelúdio da série Planeta dos Macacos.
Serkis é o maior especialista de Hollywood da captura de movimento. Viveu o Gollum de O Senhor dos Anéis (papel que está reprisando para O Hobbit), foi o King Kong no remake de Peter Jackson e recentemente trabalhou com Steven Spielberg em As Aventuras de Tintim como o Capitão Haddock.
O Oscar 2012 acontecerá em 26 de fevereiro de 2012, no Kodak Theatre

counter easy hit